O que você está fazendo agora?

Algum tempo atrás recebi como sugestão de leitura do amigo, mentor e parceiro de negócios Josmar Arrais o livro Essencialismo, de Greg Mckeown. Desde o princípio o livro, que se tornou um bestseller em vários países, me chamou muito a atenção e o li em poucas horas. O grande tema do autor é dedicar sua vida para aquilo que é realmente essencial, logo no começo ele levanta a pergunta:

“O que eu estou fazendo agora é a coisa mais importante que eu deveria fazer com o meu tempo e meus recursos neste momento?

Essa pergunta me levou a refletir profundamente sobre como estava usando meu tempo. Há muitos anos tenho me dedicado a estudar sobre produtividade, melhor uso do tempo, busca da excelência e temas relacionados, mas ainda assim haviam coisas que estavam ocupando meu tempo e não eram dignas da energia e recursos que estavam consumindo.

questionamentoTenho ajudado algumas pessoas a melhorar sua produtividade. Com uma delas fizemos uma simples análise que você também pode fazer. Pegamos seu smartphone e na área de configurações fomos até o item bateria. Nessa opção existe um relatório de quanto tempo do celular tem sido usado em cada aplicativo. O resultado foi assustador. Nos últimos sete dias, 14 horas haviam sido gastas no Snapchat, 8 horas no facebook e 6 horas no Instagram. 28 horas em redes sociais. Se você considerar dorme cerca de 8 horas por noite, ou seja, ficamos 16 horas acordados, em uma semana, 112 horas, Isso significa que 25% do tempo útil havia sido desperdiçado nesses aplicativos.

Não estou aqui dizendo que você não pode dedicar tempo para as redes sociais e interação com seus amigos distantes, mas será que essa atividade justifica a dedicação de 1/4 de seu tempo? Vamos considerar que metade desse tempo fosse redirecionado a leitura de um bom livro, estudo de um novo idioma, devoção pessoal, exercícios físicos e etc., quanto seria desenvolvido no final de um ano? Para facilitar a sua visualização, seriam 728 horas a mais.

Talvez você pense: eu nem tenho snapchat e mal entro no facebook. Mas essas não são as únicas formas de desperdiçar seu tempo. Quanto tempo você tem passado assistindo filmes, seriados, jornais na TV, acompanhando jogos, ou mesmo excessivamente na academia. É muito bom cuidar do corpo e fazer exercícios, mas tenho visto pessoas que focam suas vidas apenas em desenvolver massa muscular e pouco ou nenhum tempo dedicado para a massa cerebral.

Após ler o livro, fiz uma lista de tudo que estava ocupando meu tempo e fiz alguns cortesEssencialismo-Aprenda-a-Fazer-Menos-mas-Melhor que geraram bons resultados. Que tal fazer uma análise do seu tempo? Pergunte-se a si mesmo em cada atividade na próxima semana: “O que eu estou fazendo agora é a coisa mais importante que eu deveria fazer com o meu tempo e meus recursos neste momento? Tenho certeza de que para várias coisas a resposta será um sonoro NÃO!.

Dedique tempo a valorizar seu tempo e você perceberá a diferença. Tenho certeza de que ao invés de ter como principal assunto a “correria” ou a “falta de tempo” você terá novas ideias para compartilhar sobre as recentes descobertas de suas vida. 

Em breve pretendo compartilhar mais algumas reflexões sobre esse livro. Até o próximo post!!


Posted under: Excelência Pessoal, Excelência Profissional

Tagged as: , , ,

2 comments

  • Josmar Arrais on March 6, 2017 at 8:19 pm said:

    Safari MacIntosh

    Prof. Derson, sua reflexão foi excepcional. Que bom que a “dica” do livro foi aceita.
    Nesses tempos líquidos, usar o tempo de forma sábia e com propósito se torna de fundamental importância, não apenas para produtividade, mas para a felicidade e realização.

    • Derson Lopes on March 14, 2017 at 11:08 pm said:

      Safari MacIntosh

      Obrigado Josmar! Não apenas essa, mas muitas outras sugestões tem sido muito impactantes e contribuído para meu crescimento. Obrigado!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *